domingo, 11 de abril de 2010

Mau Cheiro! Queixa sobre parceiro em consultório é freqüente

É muito frequente a queixa de parceiros em relação à precária ou falta de higiene sexual e mau odor do companheiro nos consultórios de psicoterapia sexual

   Muitos parceiros sentem dificuldade em falar sobre higiene e mau odor. Eles têm vergonha, acham que o outro (a) pode se ofender, mas as queixas sobre a falta ou a precária higiene corporal são muito frequentes.
   Quando a higiene básica não é valorizada, uma associação entre intimidade e mau cheiro/sujeira pode se transformar em comportamento de nojo e aversão aos momentos de intimidade.

Causas do mau cheiro

   Muitas mulheres sentem aversão e rejeitam o sexo oral e muitos homens acham que isso é frescura, mas não é não.
 - A genitália tanto masculina como feminina possui secreções próprias;
 - O uso de roupas intimas com fio sintético (calças e cuecas de lycra, cotton) estimulam uma maior transpiração;
 - O contato com urina e até com coliformes fecais podem permanecer na região, se não houver uma higiene adequada e isso gera um odor forte e desagradável.
   Essa mesma situação também é valida para o sexo oral nas mulheres.

Higiene corporal

   A higiene corporal de homens e mulheres deve ser realizada diariamente, com água e sabão neutro ou com perfume. Deve-se percorrer todo o corpo: cabelos, pescoço, orelhas, axilas, tronco, braços, pernas e pés, com cuidado especial as dobrinhas que acumulam suor.
   Independente da situação de intimidade, o banho com sabonete, a escovação de dentes e a escolha de roupas limpas e perfumadas são excelentes aliados do nosso bem-estar pessoal e, consequentemente, será prazeroso para o outro estar perto de você.
   Essa cuidado com a higiene pode ajudar a acabar com inibições em um novo relacionamento e reforçar laços de prazer num relacionamento mais antigo.

Fonte: [vyaestelar]

Subscribe
TwitterFeedsPerfil no OrkutBuzz

Nenhum comentário:

Postar um comentário