quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Gurgel Itaipú - Salão do Automóvel 1974 (Brasil)


  No salão de 1974, foi apresentado um carro revolucionário pra época, um veículo elétrico com sangue brasileiro, criado por um grande brasileiro, o Gurgel Itaípu.
  Carros elétricos já existem desde o século 19. Eles nasceram quase que junto com o automóvel de motor a combustão, em 1886, e duraram com relativo sucesso até 1915, quando o estrondoso sucesso do Ford T ajudou a definir a receita que prevaleceria na indústria.
  O lançamento do Gurgel Itaípu se deu no Salão do Automóvel de 1974. João Conrado do Amaral Gurgel (seu criador) programou despejar uma frota de 20 unidades pelas ruas de Rio Claro (SP), sede da fábrica, a partir de junho de 1975. Seria um teste tanto do carro quanto do sistema integrado de estacionamento e reabastecimento. Cada carro teria um local próprio para estacionar, onde o motorista encontraria um pequeno poste com a tomada para recarga. A fabricação deveria começar em dezembro de 1975 a um preço equivalente ao de um Fusca 1300 (22 577 cruzeiros, 28 809 reais em valores atualizados) em dezembro de 1974.
  Como é de se esperar de um carro elétrico, ao rodar impressiona pelo silêncio. O Itaipu chega a cerca de 50 km/h. O tamanho facilita manobras e as frenagens seguram o carro sem surpresas.


FICHA TÉCNICA - Quatro Rodas
Motor: central, elétrico de 3 000 watts/120 volts e 4,2 cv. 
Transmissão: caixa de engrenagens de 1 velocidade
Baterias: 10 de 12 volts cada, ligadas em série 
Carroceria: monovolume, 2 portas, 2 lugares 
Dimensões: comprimento, 265 cm; largura, 140 cm; altura, 145 cm; entreeixos, 162 cm 
Peso estimado: 780 kg 
Freios: a tambor com acionamento hidráulico 
Direção: pinhão e cremalheira 
Rodas e pneus:aro 13 e tala de 6 pol; pneus 165x13

Você é apaixonado por carros e ainda não faz parte do 'Clube com H'?
FEED
O Pablito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário